Websérie “Debruçadas no Riacho” estreia no Dia do Filósofo

Programas debatem filosofia e poesia com Érica Toledo e Maria de Lourdes Gouveia

Na próxima segunda-feira, dia 16 de agosto, estreia a websérie Debruçadas no Riacho, com palestra de lançamento transmitida ao vivo da Casa Idea, em Belo Horizonte. A data foi escolhida em homenagem ao Dia do Filósofo.

O projeto “Debruçadas no Riacho” é o encontro de duas pensadoras de diferentes gerações: Érica Toledo, jornalista, psicanalista e escritora, e Maria de Lourdes Gouveia, filósofa, professora e também escritora. Em encontros gravados junto à natureza e a um riacho, as duas fazem uma pausa, diante do riacho da vida, para pensar assuntos essenciais, como a morte, o tempo, a memória, a pandemia, os amores, o desejo, a felicidade, o cuidado e o feminino. Um diálogo intercalado de leituras poéticas, cujo nome foi inspirado no poema “Trem de Ferro” de Manuel Bandeira, que diz: “Passa boi/Passa boiada/Passa galho de ingazeira/Debruçada no riacho”.

São oito programas, que serão exibidos quinzenalmente, em canal do YouTube. Além da websérie, o projeto independente prevê ainda a publicação de um livro sobre os temas e a realização de um documentário sobre a história pessoal de Maria de Lourdes Gouveia, que foi aluna do filósofo e educador Paulo Freire. A professora transformou a própria trajetória, desde o Recife até a capital mineira, em exercício do projeto idealizado por Freire de compartilhar a sabedoria na vida cotidiana.

Os temas do primeiro episódio, que vai ar dia 16, são morte e memória. Érica Toledo fala sobre a importância digerirmos a morte com a mesma naturalidade com que nos alimentamos de futuro. Maria de Lourdes explica: “Cada dia que você vive, você não vive esse dia, você morre esse dia. A morte não pode ser uma surpresa, porque a morte convive conosco. E se você tem a humildade de entender que a morte habita o seu corpo vivo, na hora que ela chegar, ela não pode ser uma novidade. A morte não precisa ser um momento traumático. É sempre um momento de dor, mas não de horror. Dor da perda, da ausência e da solidão. Os dias depois da morte de uma pessoa amada, são dias de intensa solidão. Mas nós nascemos sós e morremos sós. A solidão é intrínseca. Nós somos seres de solidão, por isso nós buscamos o outro com tanta intensidade”.

A conversa aponta a memória como caminho para suportar as perdas. Érica Toledo descreve as lembranças como fragmentos brilhantes na escuridão das ausências. Maria de Lourdes ensina: “A memória é parceira do tempo, do tempo destruidor Crono, que tudo consome e dilacera. A deusa da memória Minemosine, ao se casar com Crono, preserva e guarda. Para amansar o deus do tempo, só a parceria amorosa da memória”.

BIOGRAFIAS

Maria de Lourdes Gouveia, nascida em Garanhuns, Pernambuco, tem 84 anos, três filhos e é professora aposentada do Departamento de Filosofia e Teologia da PUC Minas. Reside em Belo Horizonte há 60 anos e obteve os Estudos Avançados em Filosofia na Universidade Complutense de Madri. Mestre em Educação pela Universidade  Federal do Rio de Janeiro e especialista em Filosofia Contemporânea pela Universidade Federal de Ouro Preto, tem Licenciatura Plena em Educação pela PUC e Bacharelado em Filosofia no Instituto São Tomás de Aquino. Há dezoito anos atua como professora no Programa Filosofia e Cinema, em que faz comentários sobre fillmes. É autora da série de livros “A Matéria da Memória”, que já publicou cinco volumes sobre os símbolos da cidade:  Palácio da Liberdade, Cemitério do Bonfim, Praça da Liberdade, Mercado Central e o bairro da Lagoinha.

Érica Toledo é mineira de Belo Horizonte, 45 anos, mãe de três filhos. Formada pela UFMG em Comunicação Social e em Teoria Psicanalítica. Trabalhou por 20 anos na imprensa diária. Foi repórter e editora na TV Globo, apresentadora e editora chefe dos programas “Feminina”, na TV Alterosa, e “Opinião Minas”, na Rede Minas. Atua em consultório e faz palestras na área de comportamento. Como escritora, participou de diversas antologias e publicou a coleção de histórias infantis “À espera do Natal”. Foi uma das vencedoras do Prêmio Off Flip de Literatura em 2020 e seu primeiro livro adulto “Sanguínea” concorreu ao Prêmio Jabuti. Lançou, neste ano, o livro de crônicas “Vida afora, porta adentro” em evento inédito em formato drive-thru.

Ficha técnica

Maria de Lourdes Gouveia – convidada

Érica Toledo – apresentação e direção

BENDITA CONTEÚDO E IMAGEM

Liliane Pelegrini – direção de externa e pós-produção

Élcio Paraíso – fotografia e edição

POMAR DE IDEIAS DESIGN E EDITORA

Pedro Paulo Silva – programação visual

Serviço

Lançamento da websérie “Debruçadas no Riacho”

Dia 16/08/21 (segunda-feira), às 20h

Live no canal da Casa Idea (Idea Espaço Cultural)

Informações

Érica Toledo – (31) 98451-1121 – www.ericatoledo.com.br

Bendita Conteúdo e Imagem – (31) 99191-7888

Comentários